top of page
Buscar

Não Negociáveis

“Feliz dia do pai”.... uma frase que nem todos têm o privilêgio de o dizer, pois esta frase trás na memória, um pai que já se foi para a glória, um pai que os abandonou, um pai que está preso, em suma, um pai que não está.


Cada experiência de ausência paterna, pode despertar uma dor ou um medo, em particular, quando involveu violência, daí o titulo do nosso blog de hoje “Não negociáveis”.


Lendo o livro da Dra. Anita Phillips “ The Guarden Within” aprendi que existem dois tipos de pessoas quando examinamos as vítimas de violências: as mais toleráveis, aquelas pessoas que cresceram num ambiente onde a violência era ameaçadora, mas aprenderam a conviver com ela, outras, totalmente inconfortáveis com a violência, aprenderam desde muito cedo que a violência é inaceitável e perigosa. Antes de ter estudado este dois tipos de categorías de pessoas, sempre critiquei as pessoas toleráveis a violência, até aprender que tudo está directamente relacionado a educação e as repetidas experiências, que moldam o nosso ser. Dependendo de cada experiência individual, o nível de tolerância e aceitação diverge, aí a importância de como casal, definir os não negociáveis, aspectos ou condições que não estão sugeitas a negociações ou compromissos. Este tipo de conversa num relacionamento, não só amoroso mas também entre amigos, ajuda na manutenção de laços sadios, e acima de tudo, sabermos se vale a pena ou não, manter a relação.

Homens prósperos definem seus planos, metas e como querem alcança-los, e nisso, sabem bem que envolvencias humanas partilhar a caminhada para alcançar suas metas. Mulheres sábias, alinham-se com homens prósperos, pois sabem que esse tipo de homens, promovem o não compromisso a tudo, pois ele sabe que a integridade e o bem estar é fundamental em qualquer relacionamento.



Voltando a falar de pessoas mais toleráveis a violência, versus as menos toleráveis, a importância de dar visibilidade ao seu parceiro dos não negociáveis no princípio do seu relacionamento antes de qualquer enlace, é deverasmente crítico. Eu já participei em vários debates onde nitidamente vê-se quem acha que violência (física e/ou verbal) e a traição sejam toleráveis, desde que o parceiro pague as contas e que a acompanhe em atividades públicas para mostrar a sociedade, que é mais que vencedora, agora até já se diz que “fazer filho fora não é problema”, enquanto que outras, a sua dignidade, integridade física e sua paz, transcede toda a sujeição, e por ela lutam, e isso é que elas consideram ser mais que vencedoras. Para ti, o que é ser mais do que vencedora? Isso difinirá o tipo de relacionamento que buscarás. Este blog não criticará nenhuma decisão, mas sim, salienta a importância de definir os não negociáveis, e saber identificar quem alinha-se com os teus compromissos  .


O video a ser lançado essa semana com o título “Mulher pai” é uma celebração a mulheres com não negociáveis bem definidos e praticados. Retrata trechos de uma entrevista, de uma senhora, mera empregada doméstica, que os seus não toleráveis a fez terminar um relacionamento onde vivia terrores, onde seu braço foi quebrado em duas instâncias diferentes, e mesmo assim, conseguiu criar suas 4 filhas, separada e sem sustendo do parceiro, e hoje, todas as filhas estão formadas, sem gravideses precosses, ou acasalamentos não oficiais, comum mente definido como “manter”.


Desta feita, toda a mulher deve evitar ignorar coisas não negociáveis em favor do conforto ou para evitar conflitos, mantendo-se fiel ao que realmente importa que é beneficial tanto para o relacionalmento, tanto para voçê mesma. A todos, deixo-vos essa semana com Romanos 15:13, para que o nosso Deus, o Deus de esperança nos encha de gozo, paz para abundarmos em esperaça pelo poder do Espírito Santo, porque para o nosso Deus, como diz em Lucas 1:37, nada é impossível.

27 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

1 Comment

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
Guest
Mar 20
Rated 5 out of 5 stars.

Grande ensinamento

Like
bottom of page